14/10/2018 20h07 - Atualizado em 14/10/2018 20h07

Jornalista chegou a citar o nome de Carlos Marun, que negou informação

O jornalista Lauro Jardim, do Jornal O Globo, afirmou em sua coluna neste domingo (14) que Beth Puccinelli, mulher do ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, ameaça negociar uma delação premiada caso o político não seja solto até o dia 31 de dezembro. Puccinelli, o filho André Júnior e o advogado João Paulo Calves, estão presos desde o dia 20 de julho, como consequência das investigações da Operação Lama Asfáltica.

De acordo com a publicação de O Globo, a ameaça seria aos parlamentares aqui do Estado que sempre estiveram ao lado de Puccinelli. A ex-primeira dama "tem mandado recados a políticos de Brasília", escreveu o colunista.

Lauro Jardim chegou a mencionar o nome de Carlos Marun, ministro da Secretaria de Governo. "Sempre que a mulher de Puccinelli tem essas conversas, a orelha de Carlos Marun arde", alfinetou.

Citado, Marun publicou nota neste domingo rebatendo a informação. Na mensagem enviada ao Jornal O Globo, o político afirmou que "quem faz delação são bandidos e não pessoas honradas como a Dona Beth Puccinelli".

Marun também chamou de "fofoca" a informação publicada. "Este pessoal não é acostumado a tratar com gente que não tem medo da verdade e sonham com uma delação que venha a realmente me comprometer (sic). Me preocupam fofocas, obtidas através de chantagem, mas não temo delações reais, acompanhadas de provas, vindas de onde vierem", concluiu o ministro.

Fonte: campograndenews.com.br